Page 10 - Observa Magazine Agosto
P. 10

DE REGRESSO A PORTUGAL



                                  LUÍS MANUEL MACEDO PINTO DE SOUSA




















































        em democracia dos portugueses e ajudei a fundar a Trans-  mar uma nova geração de investigadores neste domínio e a
        parência e Integridade, representação portuguesa da ONG   consciencializar a opinião pública para o problema. Procu-
        Transparency International dedicada ao combate à corrup-  rei contribuir para um debate informado sobre os riscos e
        ção. No seguimento de várias publicações neste domínio,   as formas de os mitigar por referência às melhores práticas
        tornei-me consultor internacional ao serviço da OCDE, da   internacionais, mesmo que esse tenha tido mais repercus-
        Comissão Europeia e do Conselho da Europa.            são no estrangeiro do que no meu próprio país.

        OM: quais os atuais projetos em Portugal?             OM:  que expetativas tem relativas a Portugal?

        LPS: Fui docente na Universidade de Aveiro e sou actual-  LPS: O actual contexto de pandemia recordou-nos a fragi-
        mente investigador no Instituto de Ciências Sociais da Uni-  lidade e a efemeridade da vida e a necessidade de actuarmos
        versidade de Lisboa. De momento coordeno dois projectos   colectivamente. Independentemente das nossas expecta-
        de investigação: um sobre as atitudes dos portugueses face   tivas e da forma organizada como conduzimos as nossas
        à corrupção em contextos de austeridade e o seu impacto na   vidas, o poder imprevisível da natureza reduz à insignifi-
        legitimação democrática, com financiamento da FCT; e ou-  cância qualquer noção de agência. Só somos donos do nosso
        tro sobre auto-regulação ética na política, financiado pela   destino se tivermos lideranças que inspirem e que pensem
        Fundação Francisco Manuel dos Santos.                 e actuem em função do colectivo. Gostaria de ver um com-
        Dedico-me a estes temas há mais de 24 anos, o tempo de   promisso político mais sério e duradouro em relação ao
        uma geração. Penso que serão os últimos projectos que   ambiente e no que diz respeito à qualidade dos processos e
        irei  desenvolver  neste  domínio.  Ajudei  a  colocar  o  tema   ao funcionamento das instituições democráticas e do Esta-
        da corrupção no mapa da investigação em Portugal, a for-  do de Direito.



        PAG  10   |   OBSERVA - MAGAZINE
   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15