Page 4 - Observa Magazine Setembro
P. 4

PERIODICIDADE



                                                                                 MENSAL


                                                                                 CONTACTOS


                  DIRET OR                                                       E : info@observamagazine.pt
                   Jorge Vilela                                                  W : https://observamagazine.pt
                                                                                 T : 309 921 350
           DIRET ORA AD JUNT A
                                                                                 PUBLICIDADE
              Madalena Pires de Lima
                                              OBRAS DE CAPA

                                                                                 E : publicidade@observamagazine.pt
         DIRET ORA C OMERCIAL
                                              A FRUTEIRA QUE DÁ PÃO
                  Gilda Pereira
                                              A natureza fez da terra de nome santo, em   ANÚNCIOS
                 EDIT ORES                    pleno jardim equatorial, o pomar inesgotá-
                                              vel para que os Santomenses jamais pas-
     António Manuel Monteiro, Alfredo Stoffel, Branca   sassem fome, sabendo do seu isolamento   A  Wonderpotential  Lda,  não é respon-
     Célia Dias, Cristina Passas, Flávio Alves Martins,   insular.               sável pelo conteúdo dos anúncios nem
     Fernando Cerqueira Barros, João Costa, Gilda   Artocarpus communis ou  Artocarpus inci-  pela exatidão das características e pro-
     Pereira, Hérica Melo, Hugo Gonçalves Silva,   sus, vulgarmente conhecida como árvore   priedades  dos  produtos  e/  ou  bens
     Inês Bernardes, Ismaël Sequeira, José Governo,   da fruta-pão ou fruteira é uma planta ori-  anunciados. A respectiva veracidade e
     José Martinho, Marco Neves, Maria do Carmo   ginária da Indomalásia ou da Malásia, foi   conformidade com a realidade são da
     Mendes, Marta Costa, Paula Cristina Veiga,   introduzida nas ilhas de São Tomé e Prín-  integral e exclusiva responsabilidade
     Pedro Guerreiro, Philippe Fernandes, Rogério M.   cipe durante a colonização portuguesa nos   dos anunciantes e agências ou empresas
                                              limites da floresta secundária ou entre os
     Fernandes Ferreira, Sonia Coelho, Tiago Sabarigo,   espaços das plantações da monocultura do   publicitárias.
     Vitor Afonso                             cacau e café ou nos matos de outras cultu-
                                              ras. Pelo facto da natureza favorecer o cres-  DIREITOS
                                              cimento e o desenvolvimento desta planta
                  RE V ISÃ O
                  JG Consulting               espontaneamente, permite que a popula-  Em virtude do disposto no artigo 68º nº2,
                                              ção simplesmente faça a sua colheita sem   i) e j), artigo 75º nº2, m) do Código do Di-
                                              ter nenhum trabalho no tratamento da sua   reito de Autor e dos Direitos Conexos ar-
            DESIGN GRÁFIC O                   plantação. A fruta-pão é conhecida pelo
        Colors Design - https://colorsdesign.eu  elevado valor nutricional e não é por acaso   tigos 10º e 10º Bis da Conv. de Berna, são
                                              que é chamada de pão. A sua versatilida-  expressamente proibidas a reprodução,
                                              de culinária é tão grande que acompanha   a distribuição, a comunicação pública ou
          ES T A T U T O EDIT ORIAL           todos os pratos e refeições.  No pequeno-  colocação à disposição, da totalidade ou
                                              -almoço pode ser assada e acompanhar o   parte dos conteúdos desta publicação,
        https://observamagazine.pt/estatuto-editorial
                                              leite ou simplesmente deliciada com man-  com  fins  comerciais  directos  ou  indirec-
                                              teiga ou outro molho qualquer, servindo   tos, em qualquer suporte e por quaisquer

               RE GIS T O ERC                 também, de acompanhamento, frito ou   meio técnico, sem a autorização da Won-
                                              assado.  Serve para engrossar a comida e
                    127150                    a sua farinha serve para fazer papa, bolo ou   derpotential Lda.
                                              massa  para  acompanhamento  de  infinita
                                              variedade culinária.               EDIÇÃO
        EDIT OR E P ROP RIET ÁRIO
                                              É o caso para se dizer: “fruto milagroso”.
        Wonderpotential Lda,  NIF 514077840
                                             Ismaël Sequeira                     Setembro 2020, Edição 21 - GRATUITA
                                             obrasdecapa@observamagazine.pt      Versão digital


        PAG  4   |   OBSERVA - MAGAZINE
   1   2   3   4   5   6   7   8   9